Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

especialistas discutem importância da inteligência de dados nos serviços de streaming

Especialistas discutem papel da inteligência de dados no mercado de streaming

O segundo dia do Futurecom também foi dedicado ao debate sobre o crescimento dos serviços de streaming no Brasil. Cada vez mais consolidados no mercado, eles vêm acompanhando a mudança de comportamento desse novo telespectador, que escolhe onde, quando e o que assistir -  sejam programas de TV, filmes ou séries.

Não à toa, o aumento da oferta de plataformas de vídeo sob demanda vem exigindo cada vez mais das empresas do ramo a capacidade de se trabalhar com a inteligência de dados para personalizar a experiência do consumidor e, assim, agregar valor ao negócio.

“Hoje, as decisões passaram a ser baseadas nos dados gerados pelos usuários. São eles que nos permitem oferecer o conteúdo certo para a pessoa certa, além de acompanhar o usuário ao longo de toda a sua jornada, identificando o seu comportamento de consumo”, ressalta Teresa Penna, Head de Negócios e Operações da Globoplay.

Conhecer bem o cliente com qual você está se relacionando para saber exatamente o que oferecer a ele é fundamental para as empresas que atuam no mercado de streaming hoje em dia. E os profissionais que participaram do painel do Futerecom nesta terça-feira, 16 de outubro, sabem bem disso.

“Dado é o novo petróleo da economia”, declara Claudio Luiz, Diretor de Mobile e over The Top (OTT) da Samba Tech.

Vale destacar, contudo, que toda inteligência envolvida na leitura de dados depende muito do quanto o usuário está disposto a abrir mão de sua privacidade para receber um serviço inteligente, de curadoria de conteúdo. Afinal, embora nós, enquanto consumidores, valorizemos nossa privacidade, abrimos mão dela quando usamos nossas informações em diversas plataformas e recebemos em troca o serviço que desejamos. Por isso, a Oi, assim como outras operadoras, têm o papel importante de agregar todo esse conteúdo, de ser uma espécie de  ‘mordomo’ de conteúdo para o consumidor”, explica Roberto Guenzburger, Diretor de Mobilidade e Conteúdo da Oi.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar