Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

investimento em tecnologia.jpg

Como implementar os investimentos em tecnologia mais desejados pelos CIOs

Com a Transformação Digital batendo à porta das empresas, é preciso se modernizar. Como CIOs podem realizar um investimento em tecnologia? Entenda!

A era da Transformação Digital está trazendo mudanças para todas as camadas corporativas. Da aproximação com as soluções digitais ao foco na experiência do cliente, o mercado começa a aproveitar dos benefícios da evolução. No entanto, o investimento em tecnologia está só começando.

Novas soluções surgem diariamente, contemplando várias dificuldades das empresas. Do back-office aos setores operacionais e logísticos, toda estrutura corporativa pode ser potencializado com a Transformação Digital — reduzindo custos, melhorando a produtividade e também os resultados.

No entanto, alcançar esse patamar tecnológico é um grande desafio. Para os CIOs, a missão é escolher qual solução digital mais se encaixa na operação. Afinal, o investimento em tecnologia é um movimento que deve ser realizado com cuidado.

É preciso ser assertivo na avaliação dos problemas e limitações atuais da empresa, identificando as áreas mais carentes de tecnologia, para só então aplicar o dinheiro em uma inovação.

Os 3 investimentos em tecnologia que CIOs do mundo todo mais desejam

Um estudo recente da Gartner tratou de desvendar as tendências e desejos de CIOs de mais de 89 países. Foram 3900 entrevistados que discutiram sobre as inovações tecnológicas que prometem balançar a estrutura das empresas.

Segundo o estudo, os 3 principais investimentos mais desejados pelos CIOs foram:

  • 1º -  BI (Business Intelligence) e Data Analytics
  • 2º - Cibersegurança e Segurança da Informação
  • 3º - Serviços em nuvem

O ranking mostra como os dados assumiram a posição de ativo mais valioso das empresas. Entender como analisá-los e utilizá-los em prol da estratégia é uma das principais garantias de ROI para as empresas.

O investimento em tecnologia de segurança também aparece bem colocado. Não por menos, os escândalos recentes foram bem polêmicos e causaram um fervor em todo mundo, incentivando governos a agirem. Na Europa, a GDPR já atua no controle da relação entre corporações e dados pessoais. No Brasil, uma versão semelhante, chamada de LGPD, também foi aprovada e será implementada em 2020.

Já os serviços de cloud computing ocupam o terceiro lugar, com grande aderência de novas empresas às soluções que envolvem a tecnologia. Com ela, é possível reduzir custos significativos e estar sob controle dos dados, aumentando a segurança da informação.

Como CIOs podem aplicar um investimento em tecnologia nas suas empresas?

Mesmo com estes dados, a jornada para a implementação das inovações ainda é desconhecida por muitos CIOs. Afinal, como tais inovações poderiam beneficiar sua empresa e como avaliar se o investimento em tecnologia é realmente necessário?

Quais ações tomar? Quais critérios analisar? O que considerar antes de fazer o investimento em tecnologia necessário?

Confira!

BI (Business Intelligence) e Data Analytics

A base do BI são os dados. Eles podem ajudar a gestão a guiar suas estratégias de forma assertiva, contribuindo muito para a melhoria dos resultados. Porém, é preciso ter a certeza que os dados certos (e de qualidade) são gerados pela sua empresa.

“Um grande ponto é saber quais são os dados disponíveis e, principalmente, a qualidade destes dados. Pior que não ter informação é ter informação errada. Portanto, neste sentido, vale a pena mapear claramente quais dados irão formar o seu "data lake" e principalmente se eles são confiáveis”, explica Eduardo Endo, Coordenador do MBA em Tech-Driven Leadership da FIAP.

O investimento em tecnologia de BI e Data Analytics também depende dos objetivos da empresa. Afinal, nem todos eles seriam potencializados com esse tipo de tecnologia.

“Quais são os indicadores de negócio que, ao serem monitorados, podem fazer a diferença no resultado da empresa? Parece um tanto óbvio, mas muitas vezes decidimos monitorar diversos indicadores e esquecemos que neste sentido "menos é mais". É importante saber que monitorar também gera custo e esforço, e devemos focar naquilo que efetivamente tem potencial de "mudar o jogo"” complementa o coordenador.

Cibersegurança e Segurança da Informação

A Segurança da Informação é uma área vital para a continuidade das suas operações. O investimento em tecnologia de cibersegurança deve ser feito com os usuário em mente, como explica Endo:

“Estudos mostram que na grande maioria das vezes este tipo de falha ocorre por conta de um ser humano. Portanto, acredito que seja importante atacar em duas frentes: uma voltada para a capacitação e a criação da cultura da segurança em todos os colaboradores, criando políticas e treinamentos, e outra frente voltada para a parte mais tecnológica com a inclusão de ferramentas voltadas ao assunto” afirma.

Para o acadêmico, o sucesso na proteção digital da empresa depende de um investimento que considere ambos os sentidos.

Serviços em nuvem

A solução que promete revolucionar o armazenamento de dados das empresas já é bem popular. No entanto, muitas corporações ainda não iniciaram a transição. Para essa etapa, o essencial é ter um planejamento.

“Ter um plano de pequeno, médio e longo prazo na compra de serviços de Cloud é fundamental para o planejamento de recursos da empresa” afirma Endo, que complementa: “Na grande maioria das vezes, utilizar Cloud torna a implementação mais rápida e barata, mas é importante avaliar a questão do volume necessário, uma vez que os custos acabam sendo muitas vezes agressivos”.

Para as empresas, o investimento em tecnologia é uma necessidade. Com a Transformação Digital, a corrida para se adequar digitalmente começa agora

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar