Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

futurecom_equinix_artigo_interconexao_data-center2.jpg

Benefícios da interconexão para uma transformação da infraestrutura de TI

Proteger dados críticos, cumprir requisitos de tecnologia, contar com infraestrutura digital e ainda reduzir custos de manutenção. Esses são alguns dos benefícios da terceirização de data centers, uma alternativa para empresas na busca pela aceleração do seu processo de transformação digital ou que veem no data center in-house - aquele dentro do escritório da própria empresa - um ofensor em termos de custos, riscos de indisponibilidade e falta de integração com serviços de cloud.

Visite a Equinix durante o Futurecom 2019,  no estande E88

Companhias que optam pela estratégia da terceirização de data centers tem percebido valor ao aproximar um ambiente físico de ambientes virtuais e criam novos casos de uso que um data center tradicional não poderia trazer, além disso o benefício de um data center com um ecossistema vibrante que permite interconectar com clientes, fornecedores e parceiros de negócio de forma privada e segura, garante uma troca de dados fora do ambiente da internet e amplia a capacidade da troca de dados privados entre empresas.

Continue a leitura e entenda como a terceirização de data centers e a Interconexão podem impactar positivamente seu negócio.

Estratégias de terceirização de data centers

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que toda e qualquer empresa pode decidir pela estratégia de terceirização de data centers, independentemente do tamanho do ambiente de TI ou dos serviços que nele rodam. Inclusive, a migração dos dados pode ser feita em fases, com investimentos iniciais menores e avanços contínuos.

Em simples definição, a terceirização move a infraestrutura de TI para um data center comercial, para a nuvem ou para ambos. Wellington Lordelo, Gerente de Solution Marketing Manager da Equinix Brasil, complementa ao apontar estratégias para terceirização de ambientes in-house:

  1. Mover todo ou parte do ambiente existente para um data center comercial e, para isso, contratar um serviço de migração dos equipamentos e pensar em uma tática que garanta o menor tempo de indisponibilidade.
     
  2. Contratar no data center comercial uma infraestrutura semelhante à atual e, uma vez que os serviços estejam ativados, começar a migrar todas as cargas de trabalho para a nova infraestrutura.
     
  3. Decidir migrar tudo o que for possível para uma nuvem pública. Para isso, a empresa replica toda sua infraestrutura em uma ou mais nuvens públicas e, uma vez ativo, migra os serviços para o novo ambiente de TI.

“Implementar um projeto desse tipo depende muito do tamanho do ambiente, das cargas de trabalho que nela rodam e a estratégia escolhida para terceirização. Não existe um tempo médio para migração, pois são muitos os fatores que podem contribuir para uma aceleração ou retardamento do processo”, completa Lordelo.

Como funciona a interconexão

Em meio à transformação digital do mercado, os negócios têm a necessidade de atuar de forma mais ágil, eficiente e com foco na experiência do cliente. Isso significa conectar pessoas, locais, dados e clouds em tempo real. Justamente nesse ponto, gestores encontram na interconexão o caminho ideal para viabilizar interações de maneira rápida, segura e com a menor latência possível em níveis local, regional e global. Tudo isso por meio da troca privada e direta de dados entre empresas.

Lordelo define a interconexão como uma conexão privada, direta e segura entre dois ambientes de TI dentro de um data center carrier-neutral. “Essa interconexão pode ser tanto física, com um cabo ligando diretamente os dois ambientes, quanto virtual, através de uma VLAN, que nada mais é do que um túnel virtual e privado ligando esses ambientes.”

Ao estar dentro desse data center neutro, as companhias podem tirar proveito do grande ecossistema já existente para se interconectarem a todo tipo de parceiro, cliente, fornecedor e aos principais provedores de cloud computing do mundo. Isso torna a troca de dados mais rápida, segura e estável, sem a necessidade de utilizar a internet pública para o tráfego de informações.

futurecom_equinix_artigo_interconexao_data-center1.jpg


Benefícios imediatos

Os custos de um data center in-house são consideráveis. Além da compra periódica de equipamentos para haver atualização tecnológica, há necessidade de investir na segurança do ambiente, na construção do local (e sua futura ampliação, caso necessário), na infraestrutura de ar-condicionado para manter o ambiente resfriado, licenças dos softwares e, claro, em mão de obra qualificada para gerenciar toda a infraestrutura funcionando 365x24x7.

Tudo isso limita o potencial escalável da empresa, já que o esforço para manter o ambiente de data center in-house ativo drena a busca por melhorias do seu core business.

“Caso a empresa decida contratar os equipamentos do data center comercial como serviço, ela troca o custo da compra dos equipamentos (CAPEX) por serviço (OPEX)”, explica o profissional da Equinix Brasil.

Segurança de dados

Assunto amplamente debatido atualmente, a segurança de dados tem de estar garantida numa estratégia de terceirização de data centers. Ao migrar a infraestrutura de TI, é primordial checar as principais certificações de segurança que podem evitar ataques cibernéticos, invasões e quebras de sigilo. As principais são:

  • PCI DSS: garante um processo de segurança de dados de pagamentos de cartões robusto. Seus processos incluem prevenção, detecção e reação apropriada a incidentes de segurança.
     
  • SOC2 Tipo 2: critério baseado nos Princípios de Confiança no Serviço de segurança, disponibilidade, processamento de integridade, confidencialidade e privacidade, assim como controles fora dos relatórios financeiros.
     
  • ISAE 3402: concedida a empresas de serviços de TI que comprovam, por meio de um processo de auditoria externa, que seus controles internos estão de acordo com padrões internacionais.
     
  • SSAE16: foca nos serviços providos por uma organização, junto de processos de suporte, políticas, procedimentos, atividades de equipe e operacionais que constituem as atividades principais relevantes aos usuários/clientes.

“Além das certificações, é importante que as empresas utilizem a interconexão para trafegar dados de forma privada e segura, uma vez que a interconexão garante tráfego fora da Internet e através de um caminho totalmente dedicado”, alerta Lordelo.

Primeiros passos para iniciar a terceirização sem problema

  1. Encontre uma empresa com casos de sucesso e um ecossistema rico. Um ecossistema rico em empresas parceiras e fornecedores permite diversas oportunidades de negócio e inovação por meio da interconexão.
     
  2. Busque uma equipe especializada. A fim de evitar dor de cabeça, escolha um fornecedor capaz de colocar à disposição um time para dar suporte à sua empresa e definir, em conjunto, o melhor caminho para a terceirização do data center, do começo ao fim do processo.
     
  3. Conheça a capacidade tecnológica do fornecedor. Assegure-se das informações prestadas fazendo uma visita à empresa de data center para conhecer a infraestrutura oferecida. Nesse momento, aproveite para notar como as mudanças tecnológicas são tratadas, tendo em vista que agilidade e eficiência são os pontos críticos para uma completa experiência do cliente. Essa demanda exige maior conexão entre pessoas, dados e clouds, por isso a interconexão também é um fator importantíssimo a se considerar na busca por um fornecedor ideal. 

    “Sua empresa precisa receber um serviço que possibilite responder à altura das necessidades do mercado, com tráfego de dados direto, privado e seguro. A interconexão cria um tráfego de informações fora da Internet comum, garantindo que o negócio caminhe na direção da transformação digital”, defende Lordelo.
     
  4. Exija certificações. Para iniciar esse processo, procure uma empresa cujo data center possua as certificações TIER III (desempenho, eficiência e confiabilidade da infraestrutura) e ISO (gestão de qualidade, segurança da informação e continuidade de negócios), além das que dizem respeito à segurança conforme citado acima.
     
  5. Relacione terceirização e interconexão com transformação digital. A digitalização dos negócios exige atuação de uma maneira mais ágil, eficiente e com foco na experiência do cliente: pontos acelerados pela terceirização de data centers e pela Interconexão. 

“Graças ao nosso rico ecossistema de empresas provedoras de serviços digitais, os clientes da Equinix conseguem completar essa jornada com muito mais eficiência. Para isso, é aplicada uma estratégia inovadora chamada IOA (Arquitetura Orientada à Interconexão). Ela mostra ‘o que’ as empresas precisam fazer para se transformar, ‘como’ podem fazer isso de forma ágil e ‘por que’ devem fazer isso junto com a Equinix.”

Sua empresa precisa de um serviço de terceirização e interconexão de data centers? Você já conhecia os benefícios? Deixe seu comentário!

Para saber mais sobre produtos e soluções customizadas, clique aqui e acesse a página da Equinix.

*Este é um Publieditorial sob responsabilidade de EQUINIX. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar