Wi-Fi 6 e 5G - o que muda para as operadoras no novo cenário

Wi-Fi 6 e 5G - o que muda para as operadoras no novo cenário.jpg
Novas tecnologias de conectividade prometem trazer mudanças significativas no trabalho desenvolvido pelas operadoras. Confira!

A  conectividade vem se desenvolvendo cada vez mais, e novos recursos permitem um avanço veloz. Agora, os termos da vez são Wi-Fi 6 e 5G, as mais recentes novidades do setor e que trarão mudanças significativas no trabalho desenvolvido pelas operadoras.

Ouvimos a opinião de especialistas no segmento que nos contaram mais sobre esses conceitos, explicando como eles devem ser usados pelas operadoras. Acompanhe!

Saiba o que é o Wi-Fi 6 e como ele ajudará na melhora das conexões com o 5G

Guilherme Fuhrken, gerente da NVIDA Networking LATAM, comenta que o Wi-Fi 6 utiliza novas frequências e maior largura de banda que os padrões atualmente disponíveis, representando uma nova transferência de dados entre os dispositivos e a rede pública de dados.

O professor Rafael da Silva Santos, coordenador do curso de Redes de Computadores do Centro Universitário FIAP, nos fala sobre o 5G, a quinta geração de tecnologia de celular. Santos comenta que o 5G tem como foco principal aumentar a velocidade, reduzir a latência e melhorar a flexibilidade dos serviços de conectividade sem fio.

A junção dessas duas novas tecnologias será muito benéfica para os usuários das redes. Nas palavras de Fuhrken:

“Isso tornará possível uma transmissão muito maior de dados com menos tempo necessário até o destino final. Essas evoluções tecnológicas permitem que novos serviços, residenciais e corporativos, surjam e atendam diferentes necessidades”.

Mudanças que as novas tecnologias trarão para as operadoras

As operadoras de internet poderão tirar proveito das novas tecnologias de internet e oferecer serviços diferenciados para os seus clientes.

Fuhrken explica que as operadoras poderão explorar uma gama maior de serviços por meio de acesso com velocidades maiores, principalmente, menor latência.

“As operadoras poderão oferecer serviços de valor agregado para diferentes indústrias, tais como Automação Industrial, Realidade Aumentada, Realidade Virtual, Cidade Inteligente, Cloud Gaming etc.”, diz o especialista.

Fuhrken também comenta que esses novos serviços são extremamente importantes para remunerar o investimento necessário para efetuar essa transição tecnológica.

Semelhanças e diferenças entre 5G e Wi-Fi 6

Sobre as semelhanças e diferenças entre o 5G e o Wi-Fi 6, Santos nota que ambos são construídos a partir da mesma base, com baixa latência e alta capacidade.

“Eles trazem a promessa de desempenho dramaticamente melhor para consumidores, aparelhos móveis e organizações”, explica o professor.

Na visão de Santos, o Wi-Fi 6 continuará a ser a escolha de acesso para redes internas com melhorias de velocidade, latência e maior densidade de dispositivos conectados.

Por conta dessas características, o docente acredita que o Wi-Fi 6 é ideal para as redes corporativas internas.

Já sobre a tecnologia 5G, o professor comenta que a escolha é mais acertada para as redes externas. “Os primeiros cases de negócios, que incluem wireless fixo, carros conectados, drones e cidades inteligentes já estão disponíveis”, conta.

Tecnologias como o Wi-Fi 6 e 5G vieram para mudar a forma como as operadoras oferecem seus serviços aos clientes.

Fuhrken acredita que haverá uma transformação nesse modelo de negócio, por meio do acesso móvel associado a plataformas de inteligência artificial, para moldar os serviços de acordo com o perfil de cada cliente.

Santos concorda com Fuhrken e aponta ainda que os novos recursos trarão melhorias nos mais diversos âmbitos, como na área da saúde.

“Nos serviços como os de saúde, por exemplo, a tecnologia 5G e a conectividade Wi-Fi 6 vão permitir que os pacientes sejam monitorados por meio de dispositivos conectados que fornecem dados constantemente sobre os principais indicadores de saúde, como frequência cardíaca e pressão arterial”, diz.

Os novos serviços de Wi-Fi e 5G estão empolgando muito em diversas áreas. Entre elas, está a mobilidade urbana, que passará por modificações profundas.

Saiba mais em nosso artigo que apresenta prognósticos e desafios na mobilidade urbana no pós-pandemia. Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o com outros colegas que possam se interessar e siga navegando em nosso canal digital para saber mais.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Futurecom lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar