Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tecnologia de nuvem na indústria: conheça as principais aplicações

Tecnologia de nuvem na indústria.png
Conheça os benefícios e principais aplicações do uso da tecnologia de nuvem na indústria, que rapidamente avança com a Indústria 4.0.

Cloud Computing, ou simplesmente computação em nuvem: certamente você já se deparou com essa tecnologia que já faz parte da rotina da sociedade. Mas além da área de entretenimento, negócios e demais funções cotidianas, grandes avanços vêm sendo conquistados quanto ao uso da tecnologia de nuvem na indústria.

Devido à indústria 4.0, a tecnologia de nuvem na indústria vem trazendo benefícios, sendo aplicada para trazer melhorias para muitos processos.

Quando bem adotada, a tecnologia de nuvem permite que indústrias imprimam mais funcionalidades no seu dia a dia, ajudando a adequação ao conceito 4.0, ao passo que também fornece infraestrutura para simplificar processos, agilizar a comunicação e gerar dados em tempo real.

Tecnologia de nuvem: o que é e como surgiu?

Por definição, computação ou tecnologia de nuvem representa a entrega de recursos computacionais (aplicações, servidores, armazenamento de dados, etc.) pela internet, de forma ágil e sob demanda.

Dessa forma, para Wellington Carvalho, Arquiteto de Software de IBM Cloud, a tecnologia de nuvem tem por função transformar componentes complexos de TI em utilitários.

Essa tecnologia permite que o usuário faça uso de recursos de computação sem a necessidade de instalá-los nem mantê-los localmente, democratizando o acesso a tecnologias que antes eram restritas a grandes empresas e altos investimentos”, salienta o especialista.

Para o usuário, o serviço de nuvem é bastante simples e engloba o provedor e o receptor: o provedor (a nuvem) armazena uma quantidade enorme de informações, sendo responsável por analisá-las e distribuí-las. Do outro lado, há a receptor, que utiliza estas informações.

Com essa tecnologia, a nuvem revolucionou o uso de dados, principalmente por proporcionar total acesso a um documento ou informação, sem a necessidade de tê-lo armazenado na própria máquina.

Essa tecnologia ganhou popularidade após a explosão da Internet (que viabilizou a fácil comunicação entre servidores remotamente localizados). “Hoje, é impossível passar um dia sem tocar em algo que utilize a computação em nuvem. Dois simples exemplos são serviços como a Netflix e WhatsApp. Quem vive sem?”, questiona Carvalho.

A tecnologia de nuvem: o grande catalizador da indústria 4.0

Todo profissional que trabalha na área sabe que a Indústria 4.0 avança em diversas vertentes, que estão revolucionando a maneira como as empresas fabricam, melhoram e distribuem seus produtos.

Diante da rápida transformação digital presenciada no atual cenário, empresas são obrigadas a integrar tecnologias, como digitalização e automação de processos, Internet das Coisas (IoT) e inteligência artificial em todas as suas operações.

Neste cenário, a tecnologia de nuvem na indústria é o grande catalizador para essas tecnologias: “Ela funciona como uma plataforma de inovação, conectando diferentes tecnologias, facilitando o seu acesso e as transformando em valor para o negócio”, salienta o arquiteto de software de IBM Cloud.

Os princípios da Indústria 4.0 (interoperabilidade, virtualização, descentralização, dados em tempo real, orientação à serviço e modularidade) se confundem com os da computação em nuvem na indústria, demonstrando o forte relacionamento entre esses paradigmas.

Aplicações e benefícios da tecnologia de nuvem na indústria

Não resta dúvidas de que o uso da nuvem na indústria permite que o setor imprima muito mais funcionalidades durante as atividades diárias. Para explicar os benefícios de computação em nuvem, Wellington Carvalho cita uma frase de Mark Benioff:

Se alguém me pergunta o que é computação em nuvem, tento não me prender a definições. Eu digo a eles que, simplesmente, a computação em nuvem é a melhor maneira de rodar seus negócios.

Baseado nisso, a computação em nuvem está sempre associada a três benefícios, que também se confundem com os da indústria 4.0: eficiência operacional, agilidade e inovação.

Os principais benefícios desse avanço tecnológico são:

  • Aumento da automação, buscando uma maior eficiência operacional;
  • Redução de custos;
  • Agilidade na produção;
  • Aumento da velocidade do acesso à informação;
  • Maior segurança, principalmente porque os provedores investem em sistemas que protejam as informações que gerenciam.
  • Coleta e uso dos dados de sensores e outros dispositivos para uma melhor tomada de decisão, buscando inovação na cadeia de produção e em toda sua operação.

A computação em nuvem está para a indústria 4.0 assim como o arroz está para o feijão. É a combinação perfeita!”, finaliza Carvalho.

*Conteúdo criado pela equipe da A Voz da Indústria, clique aqui para acessar o artigo original.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar