Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Design thinking na transformação digital dos negócios

Design thinking na transformação digital dos negócios.jpg
O design thinking está relacionado ao pensamento criativo e se tornou tendência no campo empresarial. Entenda o conceito neste artigo!

A transformação digital das empresas está diretamente ligada com a sua capacidade de inovar e encontrar soluções criativas para resolver os problemas. O uso de estratégias de design thinking nos negócios, portanto, se tornou uma grande tendência no campo empresarial.

Isso porque o ato de “pensar como um designer” faz com que as organizações encontrem novas maneiras, muitas delas no meio digital, para resolver as suas demandas de formas mais eficientes.

Em entrevista ao Futurecom Digital, Helio Moreira, publicitário, pós-graduado em Design Thinking e CEO da NewGrowing Branding, falou sobre o tema. Confira!

O conceito de design thinking

Para conceituar design thinking, Moreira cita Tim Brown, autor que é referência nessa área. Ele conta que o teórico afirma que o design vai muito além de um simples desenho.

“O design, na contextualização dele, é uma forma de pensar diferente, de encontrar soluções. Quando você pensa de forma criativa e fora da caixa, olhando não só o conteúdo, mas analisando todo o contexto, e leva isso para um grupo de discussão colaborativo, você vai fomentar discussões sobre aquele tema, assunto, produto, serviço, cidade, país”, explica.

“Para tudo que precisa de uma nova solução, o design thinking vem com esse pensamento”, contextualiza o publicitário.

Moreira também enfatiza que o design thinking não é uma atividade que pode ser realizada apenas por designers, mas também por profissionais de qualquer área. 

“É uma forma de pensar, de se expressar, é uma metodologia ágil de processo de colaboração, empatia que envolve pessoas de diversas áreas, que enxergam soluções diferentes, em cenários distintos, mas que se complementam”, comenta.

A aplicação do design thinking no campo dos negócios

Na visão de Moreira, o design thinking é fundamental para que os negócios possam se transformar digitalmente e agir de forma inovadora, garantindo até mesmo a sua sobrevivência no mercado.

O CEO da NewGrowing Branding explica: 

“Muitas vezes se faziam planejamentos estratégicos gigantescos para os próximos cinco anos. Hoje, no mundo globalizado, cada vez mais hiperconectado, a personalização não é mais essencial e usual. Hoje estamos no momento da hiper personalização, em que as pessoas querem personalizações mais customizadas do que antes.”

Ele completa: “Então, quando você vai aplicar isso para o negócio, o design thinking ajuda a ser mais ágil no processo, porque é possível implementar a metodologia em grupos pequenos, dedicados. Em um curto período se consegue realizar muitas discussões, que geram divergências, geram muitos insights”.

Exemplos de uso do design thinking para os negócios

Moreira nos citou ainda alguns cases de sucesso em que o design thinking foi aplicado nos negócios.

Entre os exemplos trazidos pelo publicitário está a criação do Globoplay, plataforma de streaming da Rede Globo. Ele conta que a maior emissora de TV do Brasil percebeu que a forma como as pessoas consomem conteúdos audiovisuais está mudando.

Com a TV aberta em queda, os telespectadores preferem soluções menos engessadas e mais personalizadas, nas quais eles podem assistir os programas que querem e na hora que querem. Ter essa visão foi essencial para que o grupo de comunicação se mantivesse lucrativo e competitivo no mercado.

Outro exemplo trazido pelo especialista foi a plataforma do iFood: “Antes se pedia o delivery pelo telefone da loja de minha preferência, do perfil de comida que eu gostaria. Muitas vezes era mais de uma hora de entrega, pois não havia motoboy ou viabilidade. Além de ter que pagar na hora, precisar de troco…Tudo isso inviabiliza.”

Moreira conclui: “O iFood, portanto, pensou em criar uma demanda para atender os clientes. Eles ouviram os usuários, identificaram as necessidades, as dores, e começaram a propor soluções que se adequassem à realidade”

Você conseguiu perceber como o design thinking nos negócios pode transformar as empresas e até mesmo gerar novas ideias de serviços e produtos? É por isso que compreender sobre isso é tão relevante.

Aproveite e veja também quais são as soft skills para profissionais do futuro!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar