GXI_Latam_Interconexão.jpg

Velocidade de Interconexão deve crescer 63% ao ano na América Latina, acima da média global

A crescente onda de digitalização dos negócios somada à busca por uma melhor experiência de consumo e mudanças regulatórias provoca uma reação que afeta diretamente o setor de TI. 

Isso porque além de lidar com o aumento de volume e troca de dados, é preciso encontrar caminhos para a troca e transferência de informações entre diversas empresas em diferentes redes, regiões e países. Tudo isso com segurança e numa latência que exige tempos de resposta em menos de 60 milissegundos.

Diante do cenário desafiador, os líderes de TI precisam dominar a Interconexão para alcançar sucesso no processo de transformação digital. A Interconexão é uma troca de tráfego direta e privada entre parceiros de negócios fundamentais na digital edge, ou seja, em um ambiente de tecnologia que esteja próximo aos usuários finais.
 

Baixe nosso e-book exclusivo e entenda como a Interconexão acelera

a transformação digital dos negócios. Clique aqui agora! 

Rápido crescimento da Interconexão na América Latina

À medida que a digitalização avança, o crescimento da velocidade de Interconexão torna-se imperativo. A boa notícia é que até 2022, sua capacidade instalada deve ultrapassar 13.300 Tbps no mundo inteiro. É o que estima o recém-lançado volume 3 do Global Interconnection Index (GXI), publicado anualmente pela Equinix para medir e projetar o crescimento da velocidade de Interconexão privada.

 

GXI_Latam_Interconexão_registros.jpg

 

“A Velocidade de Interconexão deve crescer globalmente a uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 51%, um aumento de 7% em relação às projeções do ano anterior”, comenta Wellington Loderlo, gerente de Solution Marketing da Equinix Brasil. 

Na América Latina, o crescimento deve ser acima da média global. As previsões são de uma CAGR de 63%, com a capacidade prevista ultrapassando os 1.430 Tbps, o que contribui com 11% da velocidade de Interconexão mundial, até 2022.

Principal país da América Latina, o Brasil contribui com mais de 50% da velocidade de interconexão da região inteira. “O principal fomentador é o crescimento latente da vertical de Conteúdo e Mídias Digitais”, revela Lordelo. “Nosso país tem uma população jovem e que adota rapidamente novas tecnologias, como é o caso das plataformas de streaming de vídeo. Por isso a região tem recebido muitos novos players desse setor, o que exige presença local e interconexão na digital edge.” Atrás dessa vertical estão Bancos e Seguros, Cloud e Serviços de TI, Manufatura e Telecomunicações.

 

GXI_Latam_Interconexão_tbps.jpg

Mais 6 destaques do Global Interconnection Index

O terceiro volume do GXI está repleto de insights para desenvolver uma plataforma de negócios digitais de modo a agregar um novo valor para seus clientes, funcionários e parceiros em escala global. Além das informações sobre a Interconexão na América Latina, ele traz esse e outros destaques globais.

  1. Crescimento de dois dígitos em todos os setores e regiões;
  2. A expansão da Velocidade de Interconexão está superando outras formas de troca de dados entre negócios, com uma taxa de crescimento estimada em duas vezes o crescimento da Internet e um volume 13 vezes maior;
  3. Organizações estão distribuindo infraestrutura híbrida regionalmente para apoiar o crescimento explosivo de dados e aumentar as expectativas de desempenho;
  4. As principais cargas de trabalho estão sendo movidas para a edge, para atender aos requisitos sensíveis à latência;
  5. Para gerenciar volumes crescentes de dados, as empresas estão implantando, em média, em nove locais, com um total de 340 interconexões a redes, nuvens e parceiros de negócios.

 

Baixe agora o Global Interconnection Index Volume 3 e veja estas e outras tendências, além de os 5 passos transformacionais que sua empresa deve adotar para se tornar pronta para o digital.

*Este é um Publieditorial sob responsabilidade de EQUINIX. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar