Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Utilizando tecnologias disruptivas para melhorar a liderança

tecnologias disruptivas.jpg
Empresas conseguem otimizar e inovar processos por meio de novas tecnologias, o que também inclui exercer um gerenciamento mais eficiente e benéfico a todos.

Quando falamos em tecnologias disruptivas, nos referimos às inovações que causam rupturas nos padrões estabelecidos no mercado. Nas empresas, saber utilizar bem esses recursos é essencial, principalmente para os executivos que desejam exercer uma melhor liderança.

Foi sobre esse assunto que conversamos com Renata Costa, que é coordenadora e professora dos cursos de TI do Centro Universitário Braz Cubas, professora de Tecnologias Educacionais na PUC Campinas e consultora de educação a distância. Confira a seguir!

Novas tecnologias que garantem inovação para executivos

Certamente, os executivos estão cada vez mais conscientes da necessidade de investir em novas tecnologias para os negócios, pois esse é um diferencial competitivo.

De acordo com Costa, “as tecnologias como inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, Internet das Coisas (IoT) e 5G são as preferidas dos grandes executivos. Isso em virtude da necessidade de antecipar as demandas dos consumidores. Além disso, elas podem contribuir na colaboração e no trabalho coletivo”. 

Leia mais: Segurança da Informação, Transformação Digital e COVID-19: como fica?.

A especialista também explica que os softwares de gestão — os chamados ERPs — ganham cada vez mais espaço nas organizações.

Em suas palavras: “as versões mais atuais dos ERPs (SAP, Oracle e TOTVS, entre outras) estão cada vez mais adaptáveis, pois são desenvolvidas com base no conceito de metodologias ágeis e o usuário é mais envolvido. Consequentemente, são mais fáceis de parametrizar, customizar, implantar e utilizar. Conciliadas às novas tecnologias — inteligência artificial e Big Data —, revolucionam, por exemplo, as consultas eletivas em grandes empresas da área de saúde”.

Isso quer dizer que os líderes precisam buscar softwares que possibilitem personalizações; ou seja, que se adaptem à necessidade dos negócios. Segundo Costa, as ferramentas precisam ter características como “colaboração, coletividade, flexibilidade e interatividade”.

Além disso, “os sistemas precisam ter recursos facilitadores dos processos de comunicação, planejamento e produtividade para equipes remotas”. Afinal, por conta da pandemia de Covid-19, o trabalho a distância cresceu muito nas organizações.

Exemplos de tecnologias disruptivas que já estão no mercado

Por sua vivência na área de inovação para executivos, Costa acredita que as tecnologias disruptivas já são aplicadas em muitas organizações. De acordo com a especialista, “as indústrias automobilísticas, por exemplo, utilizam da realidade aumentada e virtual como simuladoras para estudo e análise das características dos carros. São recursos, inclusive, utilizados também para treinar as equipes de pilotos de teste”.

Ela também cita outros cases desse uso: “Um dos exemplos mais famosos de tecnologia disruptiva é o caso da Netflix, que inovou no mercado de VHS ao criar uma rede de streaming, com filmes e séries via internet, essa última outra grande tecnologia disruptiva. Outro exemplo que ganha força é o blockchain — grande rede de dados criptografados —, que promete mudar o tradicional mercado financeiro”.

Dicas práticas para exercer uma melhor liderança com o uso de tecnologias disruptivas

“As empresas não podem ter receio de ousar. Conhecendo o seu mercado e a sua capacidade de inovação, elas precisam romper as regras do jogo e ressignificar o mecanismo, se tornando mais competitivas e tecnológicas”, observa Costa.

A partir disso, reunimos algumas dicas da especialista para utilizar as tecnologias disruptivas para o exercício de uma melhor liderança.

Desenvolva novas habilidades

Os líderes — e os profissionais em geral — do século XXI precisam ter um conjunto de soft skills (competências e habilidades comportamentais) e hard skills (competências e habilidades técnicas).

Para tanto, é preciso muito estudo e, claro, muita prática. Participar de grupos colaborativos e focados também é fundamental para se manter atualizado no meio de tantas inovações.

Entenda as tecnologias que mais combinam com o seu negócio

Saber, ter e utilizar todas as tecnologias e ficar por dentro de todas as inovações chega a ser utópico. A princípio, é preciso entender o que melhor se adequa ao seu segmento.

A partir disso, é importante se manter atualizado, participando de seminários e congressos, fazendo cursos, estudos direcionados e leituras diárias sobre as inovações do seu mercado de atuação.

Saiba como transmitir os conhecimentos para os seus liderados

Além da tradicional mudança de cultura na empresa, por meio de treinamentos, incentivos, palestras e aprendizagem continuada, o líder precisa ser o exemplo: utilizar as novas tecnologias sempre de forma ética, saudável e responsável.

Aprenda a engajar os colaboradores a distância

A liderança para o cenário que é desenhado em virtude da pandemia está pautada na flexibilidade empática.

É preciso entender que os espaços residenciais foram readequados para a família trabalhar, estudar, conviver e se proteger.

Não haverá produtividade se a gestão for engessada e rígida. São outros tempos e o líder precisa utilizar da tecnologia como um meio para engajar os seus liderados.

Ao colocar essas dicas em prática, ficará mais fácil praticar a liderança usando as tecnologias disruptivas.

Quer saber mais sobre como o uso das novas tecnologias pode contribuir com a liderança? Então confira o painel Da Sobrevivência ao Sucesso: O Papel da Liderança em Cenários radicalmente Incertos, realizado no Futurecom Digital Summit, nosso primeiro evento totalmente digital.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar