Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Agtechs: startups buscam otimizar o uso de novas tecnologias no Agro

Agtechs - startups buscam otimizar o uso de novas tecnologias no Agro.jpg
Se existe um setor que está indo em direção contrária à da crise financeira, é o agronegócio. As startups agtechs estão se destacando muito, principalmente pela inserção de novas tecnologias nesse mercado.

As startups, empresas jovens e que apresentam grande possibilidade de crescimento, são uma tendência para diversas áreas no empreendedorismo brasileiro. No mercado agro não é diferente.

Paulo Humaitá, CEO da Bluefields, empresa aceleradora de startups, conta que o mercado agrícola está com diversos novos negócios em estágios de maturidade.

Siga a leitura e conheça algumas startups que estão em processo de aceleração e novas tecnologias no Agro.

Startups agtechs que estão se destacando no Brasil

O CEO da aceleradora de startups agtechs Bluefields destacou algumas das empresas que estão se destacando e que devem fazer parte do futuro do agronegócio brasileiro e mundial. Confira!

Quanticum

“Pioneira em aplicar técnicas magnéticas em soluções comerciais, a Quanticum ajuda os empreendedores do campo a alcançarem ganhos na competitividade estratégica, ao considerar o mapa genético do solo no planejamento agrícola”, conta Humaitá.

A startup agtech, ao concatenar a técnica desenvolvida com agricultura de precisão e coleta de dados georreferenciada, consegue diagnosticar a biodiversidade do solo, produzindo gráficos e mapas que auxiliam na tomada de decisão da próxima safra.

Amachains

A Amachains é uma startup do Açaí Valley, uma comunidade de empreendedores do estado do Pará. Ela tem construído um sólido projeto de tração no agronegócio, inclusive pelo interesse estratégico de grandes empresas em uma gestão baseada em boas práticas ambientais, sociais e de governança.

“A startup utiliza blockchain para integrar as informações da cadeia produtiva, otimizando a gestão e entregando a rastreabilidade dos processos. Com o propósito de construir um mundo mais justo e sustentável, a Amachains têm aplicado sua solução com excelentes avanços inicialmente nas cadeias produtivas do café e horticultura”, explica Humaitá.

Agrosmart

A Agrosmart é uma startup agtech que equipa o agricultor com novas tecnologias no agro para otimizar a eficiência de cada hectare de produção.

Em expansão, a empresa já anunciou a compra de uma agtech argentina. Conforme conta Humaitá:

“Dias atrás (a Agrosmart) anunciou a compra de uma agtech ‘hermana’ chamada Booster Agro, até então a maior comunidade digital do agronegócio na América Latina. Com o deal, a startup ganha uma boa aceleração do campo atendido, saindo de 4 mil usuários e 800 mil hectares de terras para 100 mil usuários ativos e 48 milhões de hectares”.

Tendências para novas tecnologias no Agro

De acordo com Humaitá, o agro brasileiro já tem sido altamente competitivo e um dos mais inovadores do mundo.

Ele acredita que startups agtechs precisam de fortes conexões com decisores de grandes players e se sobressair nos desafios de infraestrutura como a conectividade no campo.

Veja algumas tendências de novas tecnologias no Agro, apontadas pelo especialista!

Machine learning

Para Humaitá, os modelos preditivos com Machine Learning já estão sendo utilizados, e, no futuro, poderão ajudar muito no planejamento e execução de atividades chaves no agronegócio.

Data Science

O Data Science também é uma tendência para o futuro do Agro. Humaitá cita iniciativas recentes, como o Vale do Genoma, no Paraná.

Ele conta que, por meio de combinações dos conhecimentos em genoma e Data Science, podem ser aplicadas melhorias no cultivo de plantas e sementes, assim como na pecuária.

Graphene-based

Humaitá também cita o desenvolvimento de startups voltadas para a pesquisa e inteligência de grafeno.

As graphene-based startups estão trabalhando em soluções exclusivas para o agronegócio, de acordo com o CEO da Bluefields.

Abram a porteira! As startups estão cada vez mais fazendo parte dos negócios e da vida no campo. É por isso que conhecer as novas tecnologias no agro é tão relevante para os empreendedores desse mercado.

Continue se informando em nosso conteúdo sobre a conectividade rural e as novas tecnologias para a produção de alimentos.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar