Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Contactless: avanço do pagamento por aproximação no pós-pandemia

Pagamentos contacless avanço do pagamento por aproximação no pós-pandemia.jpeg
O pagamento contactless vale-se do uso da tecnologia NFC, que tem como principal característica a aproximação do cartão. Saiba mais!

A pandemia da Covid-19 impulsionou novos hábitos financeiros entre as pessoas. Os pagamentos contactless, que são aqueles em que o cartão, smartphone ou smartwatch só precisa ser aproximado da maquininha para aprovar a compra, ganharam muita popularidade nos últimos meses.

Uma recente reportagem da CNN Brasil ouviu representantes da Visa, uma das maiores empresas de cartão de crédito do país. De acordo com a operadora, apenas em setembro de 2020, a modalidade de pagamento quintuplicou.

Porém, é comum que os usuários ainda tenham muitas dúvidas sobre a forma de funcionamento dos pagamentos contactless e como eles tendem a avançar no pós-pandemia.

Conversamos sobre isso com o professor Marcelo Lau, que é coordenador do MBA em Cibersegurança do Centro Universitário FIAP. Confira, a seguir, as contribuições que ele nos trouxe sobre o assunto!

Pagamento contactless: entenda como funciona

Lau explica que o pagamento contactless vale-se do uso da tecnologia NFC (Near Field Communication), que tem como principal característica a aproximação do cartão, de crédito ou débito, junto a um terminal de pagamento, popularmente conhecido como “maquininha”.

“Além do uso no cartão, é possível se estabelecer o uso do NFC através de pulseiras e smartphones que tenham esta tecnologia embarcada, desde que sejam configurados com o cartão bancário que se deseja utilizar”, comenta o professor.

O pagamento contactless e as questões de segurança

O pagamento contactless, conforme comentamos, funciona com a aproximação do cartão à maquininha. Dessa forma, não é necessário que o usuário coloque uma senha para aprovar uma compra.

Apesar dessa condição ser vantajosa, ela pode abrir margem para a aplicação de golpes. Por isso, o usuário precisa se cercar de cuidados.

Lau explica como os criminosos agem para “roubar” usuários de cartão contactless: “Os golpes envolvendo pagamentos por meio dessa tecnologia, ocorrem, principalmente, em situações onde a vítima coloca a carteira em um dos bolsos da calça. O criminoso se aproxima, quase encostando a ‘maquininha’ ao cartão da vítima, já com um valor pré-definido para a efetivação do golpe”.

De acordo com o especialista em cibersegurança, esse tipo de golpe tem se tornado comum em locais com grande aglomeração de pessoas, como no transporte público.

Questionado sobre como evitar esses golpes, Lau orienta: “recomenda-se que os cidadãos somente levem consigo cartões que venham a considerar, de fato, necessários, definindo junto à instituição financeira emissora do cartão, os limites financeiros que podem ser transacionados sem o uso de senha, sendo ainda recomendável o uso de carteiras ou bolsas que bloqueiam o sinal de NFC”.

Ou seja, o cliente pode combinar com o banco valores baixos para o pagamento contactless. Pode-se para não ser solicitada a senha apenas para valores menores, como os que são gastos diariamente em supermercados e restaurantes.

Para compras com valores maiores, o mais seguro é continuar usando o pagamento com senha.

Relacionado: Nos dias 8 a 11 de novembro ocorrerá o Futurecom Digital 2ª edição, inscreva-se para acompanhar as principais tendências do setor payment! 

O futuro dos pagamentos contactless no pós-pandemia

Lau comenta que a pandemia aumentou a preocupação dos cidadãos quanto à higienização de suas mãos e dos objetos manipulados. Logo, o pagamento por aproximação também se tornou uma opção para quem deseja ter uma melhor higiene.

Para os próximos anos, o professor acredita que tende a se popularizar a incorporação da tecnologia de contactless em pulseiras, roupas e outros itens vestíveis, como já acontece com os relógios inteligentes.

Em suas palavras: “os meios de pagamento embutidos em nossas vestimentas são uma tendência tecnológica irreversível, e outros itens de vestuário deverão trazer a possibilidade da inserção desta tecnologia de pagamento contactless”. 

E você, já usa os pagamentos contactless? Essa é uma inovação que veio para ficar e tende a ser cada vez mais comum! Outro meio de pagamento que está em alta no momento é o WhatsApp Pay. Leia o nosso artigo que explica como ele funciona!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar