Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Cidades inteligentes: iniciativas no Brasil

Cidade inteligente iniciativas no Brasil.jpeg
O crescimento de uma cidade inteligente requer um plano de metas estruturado, além da criação de vínculos comerciais e globais. Leia mais!

“Há diversos critérios que definem uma cidade inteligente.  Basicamente, trata-se de uma espécie de Internet das Coisas municipal. Nela, há uma rede de câmeras e sensores que captam as imagens, os sons e até mesmo os cheiros das atividades urbanas”. Quem faz essa afirmação é Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise para a América Latina. 

Experiente no campo da inteligência artificial e novas tecnologias, o especialista explica ainda que o principal objetivo de uma cidade inteligente é melhorar a qualidade de vida da população, além de contribuir com o planejamento e estruturação governamental.

Quer saber mais sobre o conceito de cidade inteligente e conhecer algumas das iniciativas que estão em prática no Brasil? Então, prossiga com a leitura!

Os pilares de uma cidade inteligente

Para que as cidades inteligentes se desenvolvam, é necessário que os governos e, em alguns casos, a iniciativa privada, invistam em determinados pilares. A arquitetura, o meio ambiente, a tecnologia e a inclusão social são alguns deles.

Sobre os pilares de uma cidade inteligente, Aguiar afirma: “O crescimento de uma cidade inteligente requer um plano de metas estruturado, além da criação de vínculos comerciais e globais”.

Assim sendo, o executivo acredita que somam-se aos pilares básicos da cidade inteligente outros, como a economia, a mobilidade e a infraestrutura do local.

Desafios no desenvolvimento de cidades inteligentes

No mercado existem diversos desafios no desenvolvimento de cidades inteligentes. No entanto, nem sempre as prefeituras e os estados têm condições de colocá-las em prática, por conta de uma série de fatores.

“Dentre os principais desafios estão o aumento constante de pessoas nas cidades e orçamento de investimento em infraestrutura de tecnologia”, comenta o diretor da NVIDIA Enterprise.

Além disso, a falta de conectividade em algumas localidades também dificulta o desenvolvimento das cidades inteligentes. Há a expectativa para que, com o avanço da internet 5G, parte desses desafios sejam superados.

Avanços na legislação de cidades inteligentes

Atualmente, tramita na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei, o PL 976/2021. que estabelece uma política para estimular o desenvolvimento das cidades brasileiras.

Para Aguiar, as reformas na legislação são essenciais para que as cidades inteligentes se desenvolvam no Brasil. Isso porque, como está atualmente, há muitos fatores impeditivos para que o conceito seja colocado em prática.

“A literalidade da lei brasileira pode ser impeditiva para alcançar objetivos em relação a esses projetos, principalmente, pois, no país, temos uma administração dividida em diversos setores, serviços públicos e estados”, comenta o especialista.

Exemplos de cidades inteligentes no Brasil

Aos poucos, as cidades inteligentes começam a se desenvolver no Brasil. A Connected Smart Cities é uma entidade que mapeia as cidades com maior potencial para se desenvolverem no Brasil.

De acordo com a instituição, Campinas, no interior paulista, é uma das cidades mais inteligentes do Brasil. O município se destaca em sua economia e nos setores de tecnologia, inovação, empreendedorismo e mobilidade.

Além disso, Campinas também se destaca pelos seus parques tecnológicos e por ter 45,7% das conexões de banda larga com velocidade a 34 MB e 30 pontos de acesso à internet por cada 100 habitantes. 

Outra cidade brasileira que se destaca é Curitiba, capital do Paraná. O município é visto como uma referência internacional no quesito urbanismo, tendo um excelente atendimento integral de água e esgoto, entre outros destaques.

Tornar a cidade inteligente é um desafio para os gestores municipais. Inclusive, esse modelo poderá se tornar muito útil e necessário no “novo normal”, que está se desenhando com o cenário de pós-pandemia que estamos entrando. Saiba mais agora mesmo!

Inscreva-se no Futurecom Digital Week 2021 e acompanhe a Ilha Smart City no Metaverso Futurecom!

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Futurecom lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar