Futurecom faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

pitch

Pitch de sucesso: 5 dicas para alavancar investidores

Uma das principais metas de toda startup é conseguir um investidor. Seja um grupo, uma venture ou mesmo um único indivíduo que acredite na sua solução. Porém, alcançar esse patamar é para poucas – não por menos, todas as startups correm atrás desse objetivo. Então, qual o segredo para conquistar o investidor dos sonhos? Tudo começa com o pitch.

No mundo dos negócios, a palavra sempre foi a maior arma. Do começo, em uma era puramente analógica, até hoje, em um momento de modernização profunda e imersão digital.

Para empreendedores buscando um aporte, essa máxima se mantém na forma do pitch. É no seu preparo que várias dúvidas devem ser respondidas, como:

  • Como convencer um investidor?
  • Quais os momentos certos para falar com ele?
  • Quais números escolher?
  • Quais slides manter?
  • Meu pitch é muito longo ou muito curto? Qual o ideal?

Neste artigo, exploramos um pouco mais sobre a arte da negociação e como empreendedores podem lapidar seu discurso, apresentação e dados para compor o pitch perfeito. Confira!

5 dicas para criar um pitch de sucesso para sua startup!

A grande verdade é que não existe um tipo certo de pitch. Cada empreendedor deve criar o seu próprio, personalizado, honesto, atrativo e encantador de um jeito único. Segundo Amure Pinho, presidente da ABStartups (Associação Brasileira de Startups), o pitch pode ser feito em qualquer lugar, mas um deles é o ideal para conquistar investidores:

"O pitch faz parte do dia a dia de  uma startup e existem vários tipos: de vendas (que se fala com o cliente); elevator pitch e outro de apresentação para o investidor. Sobre esse último, é a hora de apresentar a oportunidade pra quem pode investir um montante na sua ideia."

E o momento realmente pode ser decisivo. No segmento de tecnologia, por exemplo, aportes de mais de 1 milhão podem acontecer a qualquer momento, para startups que atuam com todo tipo de solução.

Entenda como fazer a sua startup ser a próxima!

1: Conhecer seu público

Como mencionamos, nenhum pitch é igual, assim como os momentos de apresentá-los. Você pode encontrar com seu possível investidor em um elevador, um café ou uma roda de investimentos.

Por isso, tenha em mente quem é o seu interlocutor, quais seus critérios, com o que se importa e o que não pesa em seu discernimento, suas preferências.

"O importante é que o empreendedor entenda primeiro quem é a pessoa que está ouvindo ele, ou seja, seu interlocutor. A partir daí, o pitch para o investidor precisa, antes de tudo, apresentar a oportunidade de negócio – e não de vendas – mostrando para aquela pessoa que aquilo ali é uma oportunidade excelente dele pegar o próprio dinheiro, transformar e multiplicar num investimento de sucesso" afirma Pinho.

Procure ser flexível e alternar as versões de seu pitch para cada tipo de público que encontrar. Nenhum investidor quer ouvir o mesmo discurso duas vezes – e muitas vezes o próprio perfil de cada exige um approach diferente.

Por exemplo, um pitch em uma rodada de investimento costuma ser mais formal e burocrático, apresentações inteiras e tempo estimado de fala. Já em um café, o tom adotado pode ser um pouco menos engessado.

2: Mostre os detalhes relevantes e principais benefícios da sua solução

Procure deixar claro o que sua startup faz, o porquê de você estar ali e qual problema está pretende resolver. Quando a essência do negócio estiver bem clara, parta para detalhes secundários, como: demonstrações financeiras, equipe montada, análise de mercado e concorrência, modelo de negócio e etc.

"Da mesma forma que você analisa uma empresa antes de investir na bolsa de valores, o pitch deve mostrar as oportunidades, mercado, problema, qual a solução que sugere, e o que que tem feito até o momento, de maneira certa e objetiva, explicando claramente o problema, as soluções e mostrando sua oportunidade como algo que não deve ser desperdiçada" o especialista reforça.

3: Mantenha seu discurso leve

É difícil indicar como seu discurso deve ser, porque cada cenário é diferente e exige uma abordagem única. Porém, uma coisa deve ficar sempre na mente do empreendedor que fará seu pitch: não deixe seu discurso pesado – e nem sua apresentação.

Procure ao máximo simplicidade, mas sem sacrificar a qualidade da informação e do conteúdo apresentado.

Foque em 3 ou 5 aspectos principais (equipe, produto, mercado, etc) e conduza o pitch em cima deles, sem exagerar nos detalhes.

4: Apresente números relevantes sobre sua solução

Números são argumentos perfeitos para incluir em seu pitch. Se estão ali, é porque representam alguma importância no ponto que você pretende provar.

Inclua números-chave que dizem respeito à sua solução e que impactam a forma de enxergá-la. Por exemplo, o Facebook em seu pitch original, lá em 2004, mostrou alguns dados relevantes sobre a plataforma, como os 90 milhões de page views que obteve em um mês.

5: Não prometa resultados impossíveis

Apesar de sonhar alto, é preciso saber manter o pé no chão. Por isso, comprometa-se com os resultados possíveis e seja honesto durante todo seu discurso. Essa característica é essencial para que você conquiste investidores – e a confiança de todo setor.

"O mais importante é que o  empreendedor fale a verdade e que não prometa o que não existe, porque haverá um momento em que será cobrado. Portanto, prometa somente aquilo que consiga entregar, ou não prometa" finaliza Pinho.

mobile commerce

TAG: startups
Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar