Futurecom faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

shutterstock_323276048

Entenda como a interconexão de dados interage com os meios de pagamento

Atualmente, vivemos a realidade de estarmos sempre conectados, mas esse cenário pode mudar rápido. Profissionais de data centers já vislumbram a interconexão entre dados pessoais e empresas. A consultoria norte-americana Gartner prevê que até o final de 2016 haverá mais de 6 bilhões de objetos online por todo o mundo. A pesquisa “A Empresa do Futuro”, da Equinix, aponta que o número de organizações interconectadas vai saltar de 38% para 84% até o final do próximo ano.

O presidente da empresa no Brasil, Eduardo Carvalho, comenta que a partir dessa conexão direta ​entre parceiros e clientes é possível desenvolver sistemas mais rápidos, eficientes e produtos mais completos, aumentando a receita das empresas. A afirmação se baseia em um estudo da consultoria norte-americana Forrester e indica que a interconexão rende 300% de retorno de investimento, recuperação do investimento em 4,2 meses e uma redução média de 42% na latência em um período de três anos.

 “As ligações diretas entre fornecedores e ecossistemas garantem mais segurança e simplicidade nas transações, evitando muitos prejuízos”, diz Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil

Para o mercado de meios de pagamentos, Carvalho explica que à medida que os dispositivos móveis se tornam uma das principais plataformas de compras, é essencial que as empresas do setor possuam estruturas tecnológicas ainda mais rápidas e seguras. E com a perspectiva de segurança, estando conectado diretamente a seus parceiros, sem passar pela internet pública, não há risco de sofrer ataques.

É possível ainda utilizar Big Data para apoiar a análise de dados de consumo recolhidos e dessa forma obter mais conhecimento sobre os consumidores e oferecer serviços e experiências customizadas para cada um deles. Entretanto ainda há desafios.

O principal deles, especialmente no Brasil, é que as empresas invistam em sua infraestrutura para ajustá-las a esta nova era. Atualmente “as infraestruturas tradicionais de TI ainda não estão equipadas para competir nesta nova era interconectada sem realizar mudanças”.

de-garcom-a-sommelier-15

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar