• Digital Futurecom is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Conectividade

IoT deixa carros mais seguros e conectados. Conheça as vantagens

A tecnologia da Internet das Coisas (iOT) aos poucos vai se espalhando para vários produtos presentes na rotina das pessoas. Agora, os automóveis também estão aderindo a esse sistema, que permite uma conexão com várias soluções e promete maior segurança aos proprietários.

Lançada em 2016 pela Embratel, a solução de Machine to Machine / Internet das Coisas já está sendo utilizada em diversos veículos brasileiros, entre carros e caminhões. A tecnologia, através da conexão com a internet, permite o envio de dados de controle, monitoramento e assistência técnica, além de outras funcionalidades que podem ser feitas remotamente – como o travamento do carro, inclusive em caso de roubo.

Para entender melhor como funciona esse sistema de conexão, conversamos com Ney Acyr Rodrigues, Diretor de Negócios de IoT da Embratel. Confira a entrevista:

Será permitido ao carro identificar o motorista de alguma maneira?

Para que o motorista tenha acesso a diversas informações importantes sobre o carro é necessário que possua o aplicativo para celular ou relógio (Smartwatch) disponibilizado pela montadora.

Entre os dados coletados pela solução da Embratel e disponibilizados por meio de aplicativo estão a localização exata do automóvel, calibragem dos pneus, volume de óleo e verificação de dados sobre o painel do carro, como últimas viagens realizadas, temperatura dentro do veículo e volume do combustível. O travamento e destravamento das portas e acionamento do ar-condicionado podem ser feitos remotamente.

Assim que é comunicado o roubo do carro, a central de atendimento passa a rastrear o veículo, acionando o travamento remoto no momento oportuno. Por isso, as montadoras estão obtendo resultados expressivos de recuperação de veículos roubados graças às soluções de IoT que embarcam em seus carros em parceria com a Embratel.

Para onde essas vão informações e onde são armazenadas?       

O sistema desenvolvido pela Embratel permite a transmissão de dados de um único veículo (SIM Card) para diferentes consumidores de dados, como a central de atendimento com funcionamento ininterrupto (24 horas/dia) para monitorar o carro para proteção do motorista, e seguradoras, por exemplo.

A transmissão de dados do SIM Card para as montadoras possibilita a identificação de problemas e o envio de alertas sobre o momento correto de se fazer manutenção. Caso seja necessário acionar a assistência técnica, a localização do veículo pode ser identificada por sistema, assim como a realização de um diagnóstico prévio para agilizar o reparo.

Em caso de acidente com acionamento de airbags ou ativação dos pré-tensionadores dos cintos de segurança durante uma colisão, o centro de emergência recebe um alerta automático para atendimento imediato.

A solução para automóveis com conexão da Embratel permite, ainda, programar o carro para atender a ligações e responder a comandos de voz, inclusive para solicitar ajuda ou socorro como guincho, mecânico, assistência técnica ou resgate em caso de colisão.

Já os dados de comportamento de direção do motorista podem ser uma importante ferramenta de negociação com as seguradoras, por exemplo.

As informações das redes sociais, aplicativos de mensagens e aplicativos de vídeo, entre outros, são enviados diretamente para os passageiros. É importante salientar que a transmissão de dados ocorre de forma segregada e privada. Qualquer tentativa de invasão por hackers pode ser detectada e ações são tomadas imediatamente para garantir a segurança do usuário.

Quão dependente de conexão é essa tecnologia?

Os carros conectados utilizam a tecnologia de 3G e 4G para conectividade, que suportam o grande volume de dados trocados entre os dispositivos, incluindo o fornecimento de Wi-Fi interno no veículo. Em um futuro próximo, para veículos autônomos, será necessário utilizar a conexão a utilização de 5G.

A Embratel segue investindo na modernização de sua rede móvel para atender as demandas de seus clientes com o padrão de excelência e a infraestrutura de ponta reconhecida em todo o Brasil. Recentemente, incluímos os padrões NB-IOT e CAT-M1.

É possível dar partida no carro com esse sistema?

Sim, uma das funcionalidades da tecnologia aplicada aos carros conectados é a possibilidade de partida remota do motor e acionamento prévio do ar-condicionado, para que o motorista encontre uma temperatura agradável ao entrar no veículo.

Ambas as ações são realizadas por meio do aplicativo da montadora para celular ou relógio (Smartwatch). Destaco que essas atividades são feitas com rede segura e com validação previa de parâmetros.

O que acontece se o sistema parar de funcionar? O carro trava?

O sistema desenvolvido pela Embratel permite a transmissão de dados do carro para diversos consumidores de dados, possibilitando mais segurança e bem-estar ao dono do veículo, mas não influencia na direção do automóvel, que é responsabilidade do motorista.

O travamento remoto do carro é uma funcionalidade de segurança, realizada em caso de roubo comunicado pelo motorista à central.

O sistema também identifica serviços como posto de combustíveis e restaurantes no caminho do motorista?

Sim. O sistema é inteligente e seguro para gerenciamento dos carros com conexão e possibilita o uso da tecnologia para serviços agregados, como a indicação de um restaurante ou de um posto de gasolina mais próximo.

Em quais modelos de veículos essa tecnologia da Embratel já está disponível?

A tecnologia de conectividade da Embratel para os carros conectados já está sendo utilizada em mais de 500 mil veículos.

A Embratel é líder em carros conectados, com market share acima de 90%, fornecendo a solução para grandes montadoras como Ford, GM, BMW, Volvo e Mercedes.

A GM utiliza a tecnologia da Embratel em automóveis brasileiros nos modelos Médio Cruze 2016 e no Cobalt da Chevrolet. Já a Volvo aplicou a solução no modelo XC60, no recente lançamento XC60 Inscription, e em caminhões.

A Ford e a Mercedes também utilizam a tecnologia da Embratel para caminhões, enquanto a BMW aplica a solução de conexão em automóveis. Acreditamos que cada vez mais as montadoras passarão a testar e adotar essa tecnologia em novos modelos.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.